06 dezembro, 2008

Remexendo o chão da sepultura - E-mail resposta para N assuntos.

Há alguns dias vi um e-mail que pensei em responder na lista Tinta Rubra. Guardei-o para uma hora que estivesse disposto e hoje aconteceu o milagre. Na verdade a resposta foi um misto de escrever um conto, a trazer de volta o DEUS_NOiTE para responder ao consulente. Enfim. A resposta ficou tão grande e tão interessante ao meu ver que resolvi reproduzí-la por aqui.

Se alguem tiver saco para ler tudo, comente, pois realmente ficarei honrado em ver que você realmente gosta de ler o que escrevo, pois sinceramente, nem eu vou reler esse texto como tantos outros que já escrevi.

Enfim. Divirta-se, se quiser e tiver paciência com o maior post deste blog.

“Ai meu ego… ele ainda dói… embora eu já não me importe”.

“Não, não vou dizer que a lista é formada para todos os tipos de vampiros e monstros, mas que é dominada por senhores vampiros e cavaleiros chegados a outras frutas e que deveriam morrer mais vezes em suas histórias (buscar no histórico cavaleiro Valente de Adriano Siqueira), que por sinal eu nunca mais vi por aqui desde que o autor ficou famosinho e foi cuidar das suas listas, contas e vida.”

— Como você que deveria me deixar em paz para eu cuidar a minha vida do jeito que bem entendesse sem a sua opinião. Ele é que está certo! Morra de uma vez e esqueça todo o resto, você não existe mais.

“É. Que direito tenho eu de acordar de um sono e ainda dizer que a lista serve para dar dicas de velhos senhores vampirescos à evolução dos neófitos que ainda engatinham na escuridão ou ainda que aqui é possível aturar fadas se, de uma forma ou outra, elas interagissem com vampiros no texto”.

“Não, voltarei a dormir. Preciso. Durma, volte ao seu sono eterno. Morra de uma vez, não deixe o seu ego inflado acorde. Você morreu. Ele o matou. Você não pode simplesmente levantar da sua sepultura e sair dando ordens a tudo que abdicou. Você está morro e enterrado. Um vampiro que não existe decapitado, incinerado e dilacerado por seu criador. Você é apenas um personagem da mente inquieta de um idiota!”

Enquanto uma parte de sua cabeça pulsava dentro da sua tumba reforçada, lacrada, fechada, enterrada nas profundezas, DEUS_NOiTE, lutava para não voltar a sua forma. Ele preferia continuar seu sono eterno, seu senhor o enterrara para sempre, ele havia dito isso, havia comunicado isso. Não queria mais saber da escuridão, do seu lado sombrio e das suas dores. Ele sempre fora um empecilho na vida do seu senhor, não é isso que ele desejava. Seu senhor não o suportava, não suportava sua companhia. Era um monstro lacrado dentro da cabeça do seu autor, uma forma depreciada de sua evolução que seu dono não queria que despertasse novamente, mas que muitas vezes, devido a inúmeros problemas, forçava aquele profundo labirinto mental numa fuga premeditada para respirar a luz do luar. Uma coisa sinistra quase Jack e Mr. Hide expurgando a lama e o fétido pensamento contido que emporcalham cada canto da cabeça pecaminosa do seu mestre.

“Eu quero sair e mostrar a esses neófitos e antigos que mesmo com coisas boas que foram feitas há coisas que podem ser melhoradas me deixe sair, deixe-me voltar para a pós-vida. Tem gente que se acha atualmente e você quer mostrar a eles”.

— Não. Eu não. Cale-se. Contenha seu ego e volte a sua cova profunda.

Enquanto o seu autor ego (perdoem o trocadilho, foi proposital) ouvia a voz de DEUS_NOiTE retumbar em sua têmpora ele simplesmente a ignorava, dizendo para si mesmo, isso é passado, não volte a essa vidinha medíocre depressiva trevosa do mal. Vampiros não existem, nada existe além do peso a sua consciência, da sua vontade, é você quem manda é você o senhor do seu caminho. Escolheu matar o DEUS_NOiTE e seguir adiante, não o ressuscite! Você seguiu outro caminho foi sua escolha, por mais que ache de alguma forma mais animada aquela vida, esta foi a que você escolheu. Deixe-o MORTO.

“Mas eles falam comigo, eles ainda o chamam pelo meu nome. Você faz parte de mim. Você é um inútil triste que acha que sempre sabe o seu caminho!”

— Cale-se!

“Eu preciso falar à lista, às pessoas, aos vampiros ficcionais, verdadeiros (será que existem mesmo?) deixar claro que o meu mau humor é o mesmo, que ainda assim a lista foi criada por mim e pelo Adriano muito tempo atrás para realmente dar forma e vida a seres desprezados como você fez comigo! Você me criou para incentivar o que você quer agora matar!”.

— Não, eu o desprezei. Eu o matei. Você está morto, enterrado é uma página virada. Um livro fechado. Passado.

“Não. Você tenta que me esqueçam, mas não é assim que funciona. Mesmo odiado por tantos e por você eu ainda existo dentro de você, não adianta tentar me calar nas suas noites em claro!”

— Você é parte da minha personalidade, e por isso freqüento um analista para entender como eu posso calar você de uma vez para sempre e seguir a minha vida comum tranquilamente.

“Mas você nunca conseguiria, eu sou você e você sou eu! Você mesmo se reconheceu na citação do livro de ontem, naquele trecho que dizia:

“(…) Aos poucos, ficava sabendo cada vez mais coisas sobre a sua vida, enquanto ele pode-se dizer com certeza, sabia cada vez menos da minha. Sendo eu tão naturalmente reservado, ele podia pensar o que quisesse a respeito da minha personalidade. Podia-me transformar no que bem entendesse, e logo ficou claro, não sem alguma dor, que, quando olhava para mim, o que ele via era, sobretudo um bichinho gracioso, meio palhaço e meio idiota, algo como um cachorro muito pequenininho com dentes de coelho. (Nt: a história é contada por um rato.)

Não tinha a menor idéia de qual era a minha real personalidade, que eu era, na verdade, um cínico grosseiro, moderadamente viciado, um gênio melancólico, ou que tinha lido mais livros do que ele. Gostava de Jerry, mas temia que o que ele gostasse em mim não fosse eu mesmo, mas algo inventado pela sua imaginação. Eu sabia muito bem o que era se apaixonar por algo imaginário. E, no fundo, sempre soube, embora gostasse de fingir o contrário, que em nossas noites juntos, quando ele bebia e falava, estava falando apenas consigo mesmo.

É uma risadinha marota o que estou vendo ai? Você pensa que me desmascarou, eu acho.

Eu sei, eu sei muito bem o que eu mesmo já disse antes – que confessei, que já provei e, do meu jeito perverso, até mesmo me gabei do meu amor pelas frestas, da necessidade quase patológica de me esconder, da minha afeição pelas máscaras. Então, você pergunta, por que agora eu me queixo diante de uma oportunidade de me ocultar, da chance de ouro de permanecer encoberto por um disfarce impenetrável de um bichinho mansinho e fofo? Bem, eu vou lhe responder: a diferença entre vestir uma máscara, algo que sempre constitui uma chance de liberdade, e usá-la por que os outros lhe impõem, é a mesma diferença existente entre um refugio e uma prisão. (…)” do livro Firmin – Sam Savage.

— Não adiantará argumentar. Você morreu. Você é uma máscara guardada. Enterrada e todos o que foi escrito lá em cima. Você está M-O-R-T-I-N-H-O D-A S-I-L-V-A, capicche?

Agora deixe-me ler ou responder o e-mail que você já me atrapalhou demais escrevendo antes, a idéia era só responder e pronto. Suma.

E balançando a cabeça, o autor o fez sumir.

— Como é satisfatório ser dono de suas faculdades mentais.

Agora o e-mail resumo com respostas:

“Quero deixar para você, caro Abelardo, que este é um grupo de interesses em seres obscuros, mesmo que sejam mortais. Sabe aquele vizinho psicopata? Ou aquela menininha de olhos profundos que lhe dá arrepios? Pois aqui estão todos... Aqui, inicialmente, surgiu pela idéia do Lord Adriano - me corrijam se eu estiver errada - em compartilharmos histórias de sonhos e pesadelos, desde que eles tenham seres sobrenaturais, de preferência que nos causem sustos e perturbações, através dos relatos escritos em forma de versos ou prosa.”

Ele lá em cima, diria que você está totalmente errada, mas eu afirmo que quase acertou. Diferença sutil, mas é uma grande diferença na verdade. A lista é sim para todos os tipos de seres obscuros, mas sempre deve ter algo relacionado a vampiro, pois a lista era associada ao extinto Mundo Vampyr, qual o serzinho tosco lá de cima, também era um fundador. A Tinta Rubra surgiu de uma idéia minha e do Adriano em juntar todos os que gostavam do assunto vampiro, mas no lado ficcional literário, pois havia listas para os vampiros energéticos, psíquicos, históricos, fetishistas, rpgistas, fã-fics e outros grupos sempre ligados ao tema principal, vampiros. Uma hora desisti do Mundo Vampyr e a lista continuou pelas mãos de muitos aqui e ainda dá alguns suspiros letárgicos. A lista Anne Rice BR também da seus surtos de mensagens de vez em nunca, assim como a Vampirevich e a PSY Vampyr. A Vampyr-RPG não sei, acho que não. Na verdade, meu foco mudou um pouco e abdiquei de acompanhar as listas com ênfase e de tentar de alguma forma seguir em frente com esse assunto, embora ainda goste de ler e de escrever sobre de vez em nunca. Por isso, é tão raro um e-mail deste tamanho da minha parte, eu preciso estar entediado para fazê-lo ou o assunto deve despertar alguma coisa que faça o outro lá entrar em colapso nervoso.

“Isto é um convite a você a escrever qualquer coisa que ache interessante compartilhar....teve um pesadelo interessante? Escreva-o em forma de texto e nos mostre. Adoramos ler coisas... Se tiver uma novidade sobre vampiros, ets, fantasmas, bruxas, entre outros, e achar interessante nos enviar, fique a vontade.”

Faço a palavra dela as minhas.

E antes de continuar, vou lembrar algumas coisas:

1) Evitem mandar e-mails em CAPSLOCK parece que vocês GRITAM.

2) Vou moderar agora, se ainda tiver poderes para isso as propagandas que não tem nada a ver com os assuntos da lista, pois não lembro se eu me retirei totalmente da lista. Mas peço aos que têm poderes para fazê-los, me irrita pegar o resumo e dar com assuntos que não tem nada a ver com a lista.

3) Apaguem os textos que vocês não usam da mensagem anterior, facilita a leitura, deixe só a referencia para resposta do que vocês estiverem falando. O resto é lixo. Mensagem de antivírus, texto do yahoogrupos, referencias que só servem para aumentar o tamanho da mensagem e deixar a rolagem imensa. APAGUEM o lixo não usado dos seus e-mails.

4) Vi que todos se apresentaram, então assim seja já fiz isso tantas vezes, mas sempre é bom tentar relembrar que sou eu: muito prazer, Raul de Oliveira, em janeiro 30 anos. Atualmente em crise existencial, desempregado ou empregado por conta própria, mas levando a vida aos trancos e barrancos na cidade de São Paulo. Fundei o Mundo Vampyr a partir de um site chamado Vampirus, antes do Vampirus Brasil da Denise, que também participava do Vampirus original. Nessa época, o Vampirus era um site que surgiu de uma sala de IRC – internet relay chat – na antiga brasnet chamada #vampirus. Um tipo de serviço de bate papo antes das salas de bate papo via WWW. Existe até hoje, mas o canal de bate papo e o servidor não.

Nessa época, não existia um lugar comum para quem gostava do assunto e a internet engatinhava no Brasil. Eu e o Adriano nos conhecemos na extinta STI BBS (antes da sala de bate-papo, o tempo prega peças, não?) e lá participávamos de grupos de discussão, ao estilo dos fóruns dedicados a vampiros. Também vivíamos nos esbarrando em listas como a FidoNET e outras nets de msgs off-line de sites internacionais relacionados ao assunto vampiros. Cada um na sua, indo atrás do assunto por diversos caminhos. Nessa época eu era Doutro Mundo, e aos poucos assumi o DEUS_NOiTE para tratar o assunto vampiro e outros assuntos trevosos do mal. Fiz amigos, inimigos, enchi-me e tornei-me vazio. Enfim, enquanto escrevia para sites, revistas, e outras coisas a internet também evoluía.

A internet cresceu, as bbs’s morreram, o site vampirus auto-implodiu, e todos seguiram por caminhos diferentes. Resolvi junto com outros amigos construir o Mundo Vampyr e comecei a aglutinar o assunto num local que seria referencia na web para esse tipo de assunto. Tivemos nossos momentos bons, e momentos ruins, mas no final das contas, o tempo forçou novamente cada um seguir seu caminho. E eu matei o DEUS_NOiTE lá em cima pelos motivos pessoais que são, pessoais. Mas as sementes plantadas germinaram.

Hoje, pouco palpito no assunto vampiros, prefiro guardar minhas opiniões para mim do que tentar mudar o mundo. Mas pelos e-mails que vi nestas suas dúvidas, Abelardo, valeu a pena. ;-D

Enfim. O resumo do resumo do meu lado TrOO é esse. *RS Vou aproveitar esse e-mail para mandar uma mini-descrição que pediram num outro site de vampiros, então, unindo a apresentação o resumo a resposta de e-mail para economizar energia de fazer a mesma coisa várias vezes. :-P Continuando nas respostas dos e-mails.

“ Confesso, sem medo de parecer ignorante, que não sou um bom entendedor de vampiros e outros seres da noite. Mas eu acredito que essa lista pode me ensinar o que não sei, de forma a que consiga ter maior intimidade com esses fantásticos seres noturnos.”

Não precisa ter medo mesmo, todos aqui adoram o assunto e sabia, e sei que estariam dispostos a ajudá-lo. Aliás, ninguém nasce sabendo e todos aqui aprenderam perguntando, lendo, ou seja, a vontade para errar, escrever, e etc. Só tenha em mente que também, em alguns casos, haverão respostas totalmente divergentes, como já deu para perceber no assunto. É assim que acontece quando todos trabalham, cada ponto de vista acrescenta, e fazem todo o restante evoluir.

Sobre as respostas às dúvidas do Abelardo:

Meninas, parabéns, ótimas respostas mas algumas realmente poderiam ser mais exploradas, acredito que dar referencias também é legal, já que estamos aqui para seguir pesquisando não? Enfim. Recomendo também alguns livros como o Voyvoid, os textos da lista de discussão Vampirevich. Lá vocês encontrarão textos das Shirley Massapust que é uma deidade no assunto e vale a pena lê-los para aprender, já que ela realmente pesquisa a fundo. Além disso há livros mais antigos, como Em busca de Draculas e outros Vampiros que é um trabalho acadêmico sobre o assunto. E ai vocês põe tudo num liquidificador, bate e dá o resultado de hoje! :P

Enfim, vou responder as perguntas do Abelardo com o que puder, pois como já disse, vou aproveitar esse e-mail para o meu blog, para o texto que preciso escrever e afins… Vou cometer uma loucura e deixar o DEUS_NOiTE responder esse texto, então, (sons de atabaques para incorporação) acho que também bato o recorde de tamanho de e-mail da lista, mas como não tenho nada para fazer hoje, vamos ver até onde chego, quero saber se alguém vai ter saco para ler tudo isso KKKKKKKKKKKKKK… :P, aliás, não esperem respostas das respostas e que eu volte ao assunto ferrenhamente, preciso ter tempo, paciência e saco para isso, mas como hoje é um dia atípico (nem meu telefone tocou), vamos lá:

— Muito prazer, sou DEUS_NOiTE, fundador de boa parte das listas de vampiros, o chato de galocha no que for possível e sinceramente não estou aqui para agradar ninguém. Meu mestre cometeu a bondade de me deixar responder a seu e-mail, mas logo fechará a porta e mandará parar de escrever, portanto, aproveite por que são raras essas incorporações! Essa é a minha apresentação, dê-se por satisfeito, se quiser saber mais pesquise, leia, temos a eternidade para isso não? – risada sinistra.

DEUS_NOiTE ajeita-se na sua cadeira, acende um cigarro pois câncer não mata vampiros e é legal soltar fumaça pelo nariz e fazer pose de intelectual digitando com o cigarro pendente no canto da boca. Dessa forma, olha longamente para o nada pesquisando em sua memória informações para digitar:

- Nos filmes em geral, se torna vampiro o ser humano que tiver a jugular visitada pelos longos caninos de outro vampiro. A pessoa morre, e após três dias ressucita já como vampiro. É isso mesmo?

DEUS, não foi no novo testamento que aquele ‘Carinha’ levantou após o terceiro dia e depois virou pop-star e até hoje tem dia em comemoração a memória dele já que teve um outro grupo de mortais que resolveram seguir suas idéias? Como isso veio parar aqui no meio da nossa história? Vamos deixar claro o seguinte: vampiros são uma raça diferente da raça dos seres-humanos. Existem vários tipos de raças de vampiros, assim como existem vários tipos de humanos. Existem várias crenças diferentes a nosso respeito e acredito que também, como na sua história, muita das informações misturam-se com o que foi imaginado por mentes insanas como a minha com a realidade. Então, acredite no que bem entender, não fará diferença nem para minha espécie e nem para a sua ou outra qualquer que compõe esse planeta. Aliás, vi que o tal de Drácula esteve em uma nave espacial num outro tipo de documentário Drácula 3000 ou será Vampiros no espaço? Ou ainda Drácula VS Jason e Predador?

Bom, fisicamente não é necessário morder a jugular, aliás, se fomos levar em consideração pontos de mordiscadas alimentar, vamos a uma explicação interessante que achei para entender o que quero dizer:

Para começar, imagine uma cidade formada por inúmeras casas... Cada casa tem suas necessidades: água potável, luz, sistema de esgoto, serviço dos lixeiros, etc. Todos esses serviços chegam às casas através de canos, fios ou ruas. Sem esses meios, não seria possível que a água ou a eletricidade chegassem nas casas e que o esgoto e o lixo saíssem delas. No nosso corpo (dos seres vivos) existem estruturas parecidas com as casas da cidade citada acima: nossas células. As células também tem suas necessidades e seus dejetos (lixos). Para "alimentar" as células e levar seus dejetos, existe o sistema circulatório.

As "sanguevias"

O sistema circulatório é composto por "canos" chamados de vasos sanguíneos. Esses vasos podem ter diversos tamanhos, variando da espessura de seu dedo até uma espessura menor que a de um fio de cabelo. Os vasos se dividem basicamente em veias e artérias. As veias vão levar sangue do corpo em direção ao coração e as artérias vão levar sangue do coração em direção ao corpo (sangue limpo x sangue sujo – assim sabemos que o sangue bom não é da jugular que é uma veia e sim de uma artéria. O uso da jugular é por causa da sua posição mais sexy, é muito mais legal morder o pescoço numa veia que está ali a vista do que sair caçando uma artéria para morder, qual seria a graça de escrever isso num texto? O vampiro buscou a artéria mais saliente da sua vitima. Oh! Me poupe. Jugular é o nome de uma veia que recebe o sangue do cérebro, do rosto e do pescoço; desemboca na veia subclávia, situada debaixo da clavícula. Provém do latim vulgar ´jugularis´, do latim clássico ´jugulus, -i´ (clavícula, garganta, pescoço), diminutivo de ´jugum´, esta vinculada a ´jungo –ngere´ (juntar, unir). A jugular é um dos principais vasos que se cortar ao degolar alguém; por essa razão, os clássicos latinos usavam o verbo ´jugulo, -are´ para referir-se ao ato de degolar, e ´jugulator, -oris´ significava degolador e, por extensão, matador, assassino. – fonte Wikipédia e a palavra do dia (newsletter em espanhol))).

As artérias são mais grossas que as veias porque elas devem suportar a pressão do coração bombeando o sangue para o corpo (pressão sistólica), por outro lado, as veias possuem válvulas especiais que impedem que o sangue flua na direção errada (refluxo). Essas válvulas estão principalmente presentes nas veias dos membros, ou seja, pernas e braços. Você pode ver que a veia tem a válvula aberta para o sangue flui livremente mas quando ela está fechada com a própria pressão do sangue, ajuda o nosso coração a bombear sangue contra a lei da gravidade.

Além das veias e artérias, nós temos vasos menores, chamados de vênulas e arteríolas, e os bem pequenininhos, os capilares. Os capilares são tão pequenos que as hemácias precisam fazer fila indiana para passar por eles!

Os "sanguemóveis", a grande e a pequena circulação

Bem, já conhecemos as vias que o sangue vai percorrer, então vamos falar um pouco mais sobre o sangue. O sangue se divide em sangue limpo e sangue sujo. O sangue limpo é rico em oxigênio e pobre em gás carbônico enquanto o sangue sujo é rico em gás carbônico e pobre em oxigênio. (viu o motivo de não precisarmos teoricamente respirar, mas levando em conta que respiramos para manter-mo-nos falantes, mais a frente vc vai descobrir que outros órgãos são importantes na fisiologia do vampiro.)

Já deu pra perceber o que torna o sangue limpo ou sujo? Isso! O oxigênio torna o sangue limpo, porque ele é importante para as células funcionarem, enquanto o gás carbônico torna o sangue sujo porque faz parte do "lixo" liberado pelas células. Mas como o sangue é limpo? A "limpeza" do sangue, no que se refere à oxigenação e a retirada de gás carbônico, é feita no pulmão. Isso nos leva à grande e a pequena circulação. (nesse caso o pulmão também é importante para nós, os vampiros, embora estacas perfurem-no com freqüência ou o coração também, fazendo-nos dormitar até que alguém retire-a. Precisamos desses órgãos, como você precisa dele. A diferença é que a mágica do “el sangre negro”.)

A grande circulação ocorre quando o sangue é bombeado do ventrículo esquerdo do coração para o corpo pela artéria aorta e volta ao coração pelo átrio direito. Mas peraí, não tô entendendo nada, que que é esse negócio de ventrí...sei lá o quê e átrio? Esses nomes são dados às câmaras do nosso coração: nós temos dois átrios (esquerdo e direito) e dois ventrículos (esquerdo e direito). Vamos aprender mais sobre o coração na próxima seção. A pequena circulação ocorre quando o sangue é bombeado do ventrículo direito para o pulmão pela artéria pulmonar e volta ao coração chegando no átrio esquerdo. Não entendeu nada né? Tudo bem, vamos aprender um pouco mais sobre o coração então!

El corazón!

Como já disse, o coração é dividido em quatro câmaras. Dessas câmaras saem artérias e entram veias. Os vasos azuis representam vasos que conduzem sangue sujo. Esse sangue sujo vai fluir apenas na parte direita do coração. Os vasos vermelhos representam vasos que conduzem sangue limpo. Esse sangue limpo vai fluir apenas na parte esquerda do coração. Nota: Na verdade todos os vasos são vermelhos, o azul é apenas para ilustrar. (Eu sei que isso é um tanto quanto óbvio, mas por via das dúvidas...) Agora vamos aos nomes. Calma, você consegue! Vamos acompanhar a jornada de uma hemácia chamada Hemárcia (criativo, não?) pela grande e pequena circulação.

Hemárcia começa seu passeio no ventrículo direito. Com uma forte contração o coração bombeia nossa amiga para a artéria pulmonar, em direção ao pulmão. Mais algumas batidas do coração e Hemárcia vai entrando em vasos cada vez menores, primeiro as arteríolas e depois os minúsculos capilares. Esses vasos vão envolver os alvéolos e ao passar lá, Hemárcia vai liberar seu gás carbônico e absorver oxigênio. Na medida que ela vai seguindo adiante, os vasos vão engrossando, e os capilares vão se tornando vênulas, que vão se juntando e formam a veia pulmonar que vai direto ao coração. Cheia de oxigênio, nossa amiga está pronta para ser bombeada para o corpo. Mas antes, voltando ao coração a veia pulmonar leva Hemárcia ao átrio esquerdo, que ao se contrair bombeia nossa amiga para o ventrículo esquerdo. Entre essas duas câmaras existe uma válvula, a chamada válvula mitral (porque possui duas "portas" que se fecham). Esse percurso (ventrículo direito > pulmão > átrio esquerdo) é a chamada pequena circulação da qual eu falei antes.

Interior do ventrículo

Voltando à nossa Hemárcia, ela agora está no ventrículo esquerdo e pronta pra ser bombeada para o corpo. É quando o coração faz a maior força e bombeia todo o sangue para a artéria aorta, e para o sangue não voltar pro ventrículo, existe outra válvula, a válvula aórtica. O sangue ricamente oxigenado segue adiante, ou em direção à parte inferior do corpo, ou em direção à cabeça, pela artéria carótida. (Voltando ao ponto, já havia lido a muito tempo um texto muito bom de um vampiro que mordia o interior da virilha de sua presa em busca do sangue puro, é muito melhor, não acha? Já que o cunho sexual é bem mais “fogoso”.)

Após passar pelos capilares do dedão do pé e liberar suas preciosas moléculas de oxigênio e absorver o gás carbônico, Hemárcia volta para o coração. Sua veia vai ficando cada vez mais grossa até se tornar a veia cava inferior (já que ela está vindo da parte de baixo do coração). A veia cava inferior leva nossa hemácia direto para o átrio direito, onde ela encontra com hemácias vindas da veia cava superior, que chega da cabeça e desemboca no átrio direito também. Logo que Hemárcia chega no átrio, ela já é bombeada pro ventrículo direito, passando pela válvula tricúspide.

Voltando ao ventrículo direito começa outra jornada para nossa amiga. Boa viagem Hemárcia! E já que a gente tá conversando sobre o coração, aí vão algumas informações importantes: Os ventrículos (direito e esquerdo), se contraem ao mesmo tempo, bombeando o sangue para o pulmão e para o corpo. Essa contração gera uma maior pressão nos vasos, chamada de pressão sistólica (sístole representa a fase onde os ventrículos estão contraídos). Durante a sístole, as válvulas mitral e tricúspide estão fechadas, para que o sangue possa ir em apenas uma direção: o pulmão ou o corpo. Durante essa contração dos ventrículos, os átrios estão relaxados, e se enchem de sangue. Agora é a vez deles: enquando os ventrículos relaxam (diástole), as válvulas mitral e tricúspide abrem e as válvulas da artéria aorta e da artéria pulmonar fecham, assim, com a contração dos átrios, o sangue entra nos ventrículos.

Durante a sístole, a pressão gerada se chama pressão máxima, e geralmente é de 120 mmHg. Durante a diástole, a pressão de chama mínima e geralmente é de 80 mmHg. Agora as válvulas mitral e tricúspide fecham novamente e as válvulas das artérias pulmonar e aorta se abrem, os ventrículos se contraem e bombeiam o sangue. O barulho que a gente ouve do coração (tum-tum) são as válvulas mitral e tricúspide fechando e abrindo. (então, ai você me pergunta, então o coração do vampiro bate? Há divergências, lembre-se que com o passar dos anos nossa pele também muda e nos ficamos mais rijos, ouvir ou não o coração com os aparelhos médicos para humanos é uma coisa completamente diferente da de um vampiro, assim, um vampiro recém criado poderá ter seu coração batendo enquanto o seu corpo se acostuma, num vampiro velho, não posso responder pois não há uma clinica de vampiros anciões, aliás, nem que houvesse eu me arriscaria a ter todo meu sangue drenado para o bel prazer deles. Vampiros são espertos, e é uma vida solitária, nenhum será seu amigo, se tiver que morrer morra com dignidade.) Os dois ventrículos são divididos por uma parede chamada de septo. O septo impede que o sangue limpo e o sangue sujo de misturem. Em alguns casos pode acontecer do septo ter um furo, se for assim, a pessoa precisa de uma cirurgia.

Válvula ticúspide em processo de fechamento

O músculo principal que envolve os ventrículos (e que é maior no ventrículo esquerdo, para bombear o sangue pro corpo) se chama miocárdio. O coração é envolvido por artérias coronárias, que vão fornecer oxigênio para ele. No caso da pessoa ter um alto nível de colesterol no sangue, essa substância vai se grudar nas paredes dos vasos e prejudicar o fornecimento de sangue e oxigênio. Com o coração recebendo pouco oxigênio, ele não vai poder mais trabalhar e a pessoa vai ter uma parada cardíaca. (Não é o que acontece com os vampiros, já que somos seres diferentes dos humanos, não temos problema de colesterol já que nossa alimentação é limpa, o máximo que pode acontecer é um pouco de informações diferenciadas de cada vítima, o que na verdade prejudica mais a cabeça do que o corpo, que se você esqueceu, já morreu! AHAHAHAHAH… )

Esse negócio de colesterol é muito sério (Para humanos, para humanos…). O melhor à fazer é comer alimentos saudáveis, como frutas e verduras, e evitar coisas gordurentas, como frituras por exemplo. Eu sei que essa alimentação não é do paladar de muita gente, mas é para um bem maior: sua saúde. (Para vampiros que lerem este texto, ignorem esse tipo de informação, já morremos, coma as pessoas que desejarem. Não é um tipo ou outro que fará algum mal, mas pense pelo lado de que há o problema em ficar viciado em alguns tipos de drogas ou algum tipo de informação que é transmitida no ato da mordida, assim, preocupe-se em escolher as suas vítimas pelo que eles são, e entre na crise existencial que bem entender. Todos gostamos de procurar chifres em cabeça de cavalo. O unicórnio de cada um é apenas o de cada um. Humanos, sigam a risca a dieta: vocês bem alimentados são mais gostosos pois ficam com um corpinho tentador! Nhami.) Os batimentos cardíacos são controlados por células altamente diferenciadas que são capazes de gerar impulsos elétricos que fazem as fibras cardíacas se contrair.

O sistema linfático

Já que estamos falando sobre o sistema circulatório, vasos, etc, eu vou falar um pouco sobre o sistema linfático também. Linfático vem de linfa, que é um líquido que banha as células.O sistema linfático então coleta e retorna a linfa recolhida nos tecidos ao sangue. Além disso, ele defende o organismo contra microrganismos invasores (a linfa está cheia de glóbulos brancos, agentes do nosso sistema imunológico) e absorve lipídios ao passar pelo duodeno (parte do intestino delgado). Os vasos linfáticos, chamados de capilares linfáticos, por serem muito finos, podem passar por linfonodos ou nódulos linfáticos (é a mesma coisa), que estão cheios de linfócitos (células de defesa do corpo). Os linfonodos vão ser então um filtro para a linfa que passa por eles e vão ser um importante local de amadurecimento dos linfócitos. (Assim eu me pergunto, por que em nenhuma lista até hoje ninguém falou da forma que expelimos o sangue ingerido? Ele evapora? Ou funciona como nos morcegos? Bom eu tenho a resposta, mas não vou dar pois acho a parte meio intima demais para ser publicada dessa maneira, e acho que a lição de fisiologia vampírica para um e-mail está muito boa. Quem sabe publico um livro com várias outras informações ou teorias suculentas? Espero que estejam aproveitando…) Ao se juntar, os capilares linfáticos desembocam no ducto toráxico, que desemboca na veia subclávica, que se dirige ao coração.

Uma infecção viral ou bacteriana pode provocar aumento de volume dos nódulos linfáticos, pois os linfócitos do linfonodos começam a se multiplicar rapidamente. Essa são as conhecídas ínguas. Os linfonodos são inúmeros no pescoço, nas axilas, na região inguinal, no tórax e no abdômen. As amígdalas, por exemplo, são massas de tecido linfático e a amigdalite é o crescimento das amígdalas devido a uma grande quantidade de bactérias ou vírus presentes no nosso corpo. Bem pessoal, é isso. Espero que tenham aprendido tudo! - O Corpo Humano.com.br - Manuel S.”

mas no final das contas, sangue é alimento, para nós vampiros não importa onde morder, importa que o sangue seja fresco, quente e bom.

Cada um tem seu gosto, assim, como eu prefiro o sangue das gótiquinhas, emozinhas, ahm… mulheres vamos deixar mais abrangente, aliás, se quiserem forme fila ao lado e peguem a senha sou de todas.

Enfim… é uma preferência e conveniência.

A transformação, vai depender do formato de vampiro que vamos falar, mas existem varias formas, não é regra e nem data prevista, já vi alguns que precisam de rituais de anos a fio para acordarem, já vi outros que nem sequer foram mordidos para acordar, aliás, não estamos dormindo… já vi outros que tinham sintomas mas nem eram vampiros. Enfim. Deixe a imaginação fluir. Eu prefiro a idéia de seduzir uma bela mortal que me atraia sexualmente, e entre beijos e afagos morde-la e sugar seu sangue por anos a fio até provar que ela seja de confiança. Depois numa dessas mordidas, arranco-lhe todo o sangue, e devolvo um pouco, o suficiente para transformá-la e deixá-la ainda mais fraca que eu. Assim, continuo de posse do meu bem e sendo o mais forte entre todas as minhas crias. A idade e o tempo e a experiência ajudam muito nesse caráter de força no sangue… mas é outro assunto.

Respondendo: Não é isso mesmo. Há diversas formas de transformação e diversos tipos de vampiros. Especifique se quiser especificidade ou generalize se quiser generalidades. Morder, trocar fluidos contaminados com a maldição, ou ser amaldiçoado e viver disso, são as diversas formas de transformação. A sessão encontre a sua está aberta!

Aliás, com esse texto também foi possível identificar um pouco mais de como funciona o nosso corpo, acrescente isso a um pouco do sobre-natural do demônio incorporado em nós mesmos e chegue a conclusão que quiser, mas o fato é que mesmo morto, o dom das trevas precisa trabalhar, a diferença é que nossa ingestão é sangue e há alterações no formato de sobrevida ou sobremorte como queira, essa alteração muda um pouco mais nossa forma de repor sangue – o detalhe de eliminá-lo por exemplo ou não – ao final das contas fica tudo automático, mas sangue bom é sangue limpo e você precisa saber onde morder. Ou mãe não lhe ensinou a não colocar porcarias na boca?

- O filme Van Helsing mosttra uma vertente curiosa, os vampiros podem ter filhos, aja vista a enorme quantidade de rebentos gerados pelo Drácula do filme com suas três belíssimas noivas. Mas caímos em algo surreal, se o vampiro é um morto-vivo como se gera vida de um corpo morto? No filme em questão os filhos de Drácula e suas noivas não conseguem viver, só após serem despertados pela mesma aparelhagem que gerou vida no monstro do Dr. Frankenstein (essa eu achei podre, uma mistura de personagens que a meu ver não tem nada a ver entre si).

Ai ai ai ai ai. Não se baseie apenas em filmes! E convenhamos que a mistura de personagens é bastante engraçada. As idéias ficcionais são tão “irreais” onde já se viu, um vampiro real como eu precisar de artimanhas como as de um quebra-cabeças ambulantes como o frankstein! Deus nos ajude nessa imaginação humana!

Levemos principalmente em consideração a idéia que cada cria nossa é um filho. Que cada serzinho que bostamos (outro trocadilho sarcástico) no mundo é um tipo de rebento seu. Assim, você realmente quererá casar e ter filhos? Não, obrigado! Prefiro poder morder as inúmeras ninfetas desesperadas que se atiram aos meus pés. Usá-las e desprezá-las. Mesmo sofrendo depois quando uma ou outra cativa minha afeição, afinal de contas, elas deixaram de existir, e mesmo sendo um crime, uma cria minha que me desobedeça morrerá pelas minhas mãos.

Mas respondendo no caráter vampiresco, não nos é possível fecundar uma nova companheira, podemos direcionar o sangue sim para onde quisermos e usar da melhor maneira que nos convier nosso corpo, o sexo com um vampiro como eu é o melhor que têm, meninas comprovem. Mas focando no assunto, nada de reprodução demorada e artificial, quer um filho, morda uma criança, mas lembre-se que a perturbação será eterna e logo só será a carcaça de uma criança a te amolar. Como disse, depende da sua necessidade, eu ainda prefiro as minhas “amadas”.

- Em contrapartida na trilogia do Blade, os vampiros não só tem filhos como eles nascem e se desenvolvem como seres humanos normais. Há até citação de que os chamados vampiros de linhagem pura, aqueles que já nasceram vampiros desdenham aqueles que se tornaram vampiros por causa de ataques dos sanguessugas. Bom a idéia básica que eu tenho é que os seres humanos cessam seu envelhecimento quando se tornam vampiros, afinal estes são imortais. Se é assim como um bebê vampiro pode crescer, passar pela fase de adolescência, se tornar um adulto? Quando em verdade um vampiro cessa de o envelhecimento? Ou o Van Helsing ou a trilogia Blade cometeram uma gafe tremenda.

Vou responder com outra pergunta, se isso não fosse possível como teríamos a maravilhosa saga do personagem “O pequeno vampiro” de Angela Sommer-bodenburg? Aliás é uma das melhores histórias que já vi, pena que eu não sei onde foram parar os meus livros, relê-los-ia com gosto! Enfim, ser ou não ser eis a questão! Segundo nos provou a Cláudia, uma vampiro criança é um saco. Na verdade, acho que tudo vai depender da personalidade. Você pode adotar um malkaviano dos livros de RPG, que tenha um problema psicológico de infantismo e cuidar dele como um filho. Ou faça melhor! Adote um cachorro, transforme-o e tenha um companheiro fiel para o resto da sua eternidade!

Quanto a linhagens, você faz-me pensar na minha criação. Serei eu um vampiro puro, serei eu um párea? Se algum neófito chamar-me de párea morre, já aviso, é uma indagação pessoal essa já que nunca pensei em como fui constituído e minha memória é tão antiga e tão desgastada que prefiro ver o que está para acontecer no futuro. Entretanto, muitos hão de dizer que os verdadeiros vampiros contaram com uma forcinha do além para tornarem-se o que são, assim, empossados pelos seus erros serão acometidos das suas presas. Entretanto, há no RPG a idéia de que Caim foi o primeiro vampiro. Como ele sumiu mesmo em certa parte da bíblia, por que não acreditar que ele seja nosso pai que subjugado pela irá de Deus, ainda está entocado por ai pronto a nos matar? Pela Anne Rice, fazemos parte de um todo a partir de um demônio, mas isso daria credito demais ao demônio e os tornariam mais poderosos que nós, não quero pensar que não sou eu o DEUS_NOiTE todo poderoso guardião dos mistérios da meia noite e que algum serzinho sem corpo ou que assuma outro corpo faz parte de mim.

Enfim, prefiro continuar acreditando que tudo faz parte das minhas múltiplas personalidades. Enfim… Qual era a pergunta mesmo? Estou cheio dessa divagação a meu respeito. Ah sim. Linhagens. Bom, um puro sangue é um puro sangue em qualquer raça, mas o que é um puro sangue é uma pergunta um tanto filosófica. Vampiros são vampiros e pronto. Suas personalidades é que farão serem eles de boa linhagem ou não. Não há outra diferença além do seu poder e da sua cabeça. Alguém apague o que escrevi, vou ter problemas com os outros egos além do meu depois disso!

- Os vampiros não são aceitos pela pretensa sociedade humana pois usam os seres humanos como seu gado particular. Mas há cenas em que eles se alimentam de sangue de animais. Portanto seu alimento principal e único é sangue, independente de ser de um humano ou um animal. Se é assim o que faz com que vampiros sejam sempre monstros? Eles não podem viver uma vida "normal" alimentando-se do sangue de animais?

Ah! Idéia essa inconcebível que vampiros sejam monstros. Aliás, humanos são monstros não acha? Eles fazem tanta putaria e nós só nos alimentamos e ainda somos rotulados. Imbecís. Ainda bem que essa corja dá em pencas para podermos nos alimentarmos, acredito que arrancar o cérebro de cada um seria melhor pois não interferiria em nada, mas ao me pergunto o que faria com a alma, no que ele seria transformado. Enfim, são tantas transformações que somos um povo meio complexo.

Céus homem! Quando você encontrar outro vampiro real como eu me apresente para eu poder estudá-lo a fundo, dissecá-lo, já tenho dinheiro e poder o suficiente para aprisioná-lo e estudá-lo até o final de sua existência. Mas em termos de preferência, eu já falei que prefiro o sangue da virilha de algumas moçoilas lindas e tentadoras da minha própria vontade psico-sexual.

Aliás, desculpe pelos acessos de fúria, mas é uma veia da minha pouca paciência, mas devo aproveitar que meu mestre permitiu-me ficar aqui e escrever o que bem entendo a respeito, dessa maneira vou me aprofundar mais na sua pergunta pois não é todo dia que terei o prazer de ficar à frente do computador comiserando minha própria satisfação. Dessa forma: nenhum vampiro que se alimente de humanos será aceito pela sociedade humana, se eles não pensassem talvez nos amariam mais, se não fossem tão arrogantes em sua vontade de ter o poder da vida eterna não cairiam na tentação de nos tratar tão bem para ter um pouco do nosso poder, invejosos, mas por fim humanos são deliciosos e pronto.

Há uma raça, um grupo mais específico de vampiros novos, uma família de um tal de Edward Swan, da autora Stefan Meyer do livro crepúsculo que não caçam a seu bel prazer e até são aceitos na sociedade que moram. Alguns vampiros podem viver do jeito que preferem, sinceramente, eu não consigo entender como os Vegans podem se satisfazer sem comer um bom e sangrento pedaço de filé. Enfim, cada um faz a escolha que bem entender não acha?

- Vende-se a idéia de que um vampiro só pode morrer de uma das seguintes maneiras: 1-) estaca de madeira no peito, que aliás pode matar qualquer um não só vampiros.

Estacas, estacas. Para alguns autores mais antigos mata, para outros fazem-nos dormitar. Como disse acima prefiro acreditar que só fazem dormitar, mas nenhum ser humano ou vampiro medíocre conseguiu pregar uma estaca no meu peito para eu descobrir ou não o seu efeito. Há alguns autores que pesquisaram a respeito, mas acho que ficaríamos muito tempo nessa idéia. Na maioria das estórias de hoje, a estaca é inofensiva.

2-) balas de prata, aqui paira a dúvida, humanos podem morrer tanto por causa de "balas comuns" como com balas de prata, os vampiros parecem ter uma resistência natural a munição comum. É isso mesmo ou estou errado?

Sabe, venho me perguntando isso constantemente, pois ao que me aquiesce a memória a história de balas de prata era para lobisomens e de um tempo para cá, tem sido usada nos vampiros. Acho que foi em underworld, depois em outras narrativas no tele-jornal. Enfim. Não posso te ajudar, a última tentativa, quando um mortal tentou acertar-me um tiro, ouvi seu coração e senti sua respiração de medo antes que conseguisse atirar. Infelizmente ele serviu de lanche rápido e não teve oportunidade de me fazer sentir esse tipo de dor.

Mas dentre as histórias, que me acercam a memória, atualmente as baladas de prata matam vampiros, nas histórias mais antigas não tinham balas, enfim, a prata tinha outro significado místico e servia para algumas armadilhas. Também não me ocorre nenhuma estaca de prata. Mas enfim. Não sei se responder ao certo. Sou DEUS_NOiTE, mas humildemente não tenho todas as respostas do universo e nesta altura do campeonado, neste micro texto, minha cabeça e dedos estão cansados demais para esse tipo de masturbação mental.

3-) Raios do sol, até agora, com excessão do Blade, não apareceu nenhum vampiro imune a isso. Sendo seres da noite parece que nossos amiguinhos não suportam o astro rei.

Lestat é imune a isso, apenas pegou um bronze depois que teve o sangue a sua rainha de condenados. Blade é meio humano, não conta como vampiro, mas não estrague a história. Edward também só reflete como cristal à luz do sol, por isso prefere cidades nubladas para viver a morte. Nos antigos, o sol contrapunha em questão mais elevada as trevas à luz. Por isso não morrermos a luz do sol. No meu caso, vivo bem durante a luz do sol, só me incomoda muita. Mas o meu mestre também não é fã de sol, mas também não tem problemas com isso.

Em outros casos, há muitos relatos de doenças ligadas ao sol que faziam os imbecis crédulos antigos que pessoas eram vampiros por causa desse tipo de problema de pele. Não me lembro ao certo se é a porfiria que dá a hipersensibilidade a luz, mas uma pesquisa sobre a doença pode ajudar. Mas tantos são os motivos. Na verdade, o problema todo está entre trevas e luz, bem e mal. Eu sou um ser da noite, nem por isso sou um ser das trevas devido às minhas ações. Entretanto, por eu ser da raça dos vampiros, muitos julgariam. Mas assim, essa corja julga também outras raças diferentes da sua, procure informações com a minoria e veja como os grupos maiores tendem a ser um tanto quanto preconceituosos em relação aos diferentes. As pessoas temem aquilo que não conhecem, e ainda mais aquilo que é diferente.

Na verdade. Eu não lembro de nenhum vampiro que gostasse de tomar sol na praia, mas que seria interessante uma saga de vampiros mordendo as surfistinhas brasileiras com seus micro-biquines, ah com certeza seria uma idéia bem legal.

Aliás, só para constar as diferenças, em vampiros do deserto, os vampiros não tem presas, em Fome de Viver, David Bowie usa uma cruz ansata ponte-aguda para extrair sangue. Enfim, há diferentes raças, tipos, vontades, etc. Há alguns pobres que ao menor traço de sol queimam e explodem, você não tem visto o horror na novela verdade “os mutantes” que passa na Record? Quantos de nós morrem como baratas todo dia? É praticamente um holocausto! Não sei como Drácula não interferiu ainda!

Eu quero mais é que se fodam. Não descobrindo o meu espaço, todos esses asseclas podem padecer.

4-) Há algumas vertentes que mostram que água benta provoca queimaduras graves em vampiros. Se é assim um banho com um balde de água benta deve ser mortal também.

Gargalhadas guturais.

Lembrei-me que a pouco tempo que um outro filme de vampiros que o caçador havia feito um curso de pastor online, e havia recebido a ordenação por e-mail, assim ele tinha como benzer a água e matar os vampiros com bexigas d’água benta atiradas por uma bazuca de ar.

Sim. Água benta mata alguns vampiros. A mim, adoro a igreja, adoro a minha fé. Não me ferem, dão-me forças para seguir nesta vida diária e eterna com passos de tartaruga. Enfim. Como a cruz não faz efeito a alguns e faz efeito a outros, caímos na mesma ambigüidade. Eu tomaria um banho de água benta em uma banheira com uma freira de cinta liga preta e um corpo estonteante a qualquer momento desde que ela me convidasse a entrar no seu cubículo. Não que isso seja realmente importante como em algumas lendas onde o vampiro só poderá entrar se for convidado, mas julgo ter mais classe!
- Certa feita vi um filme em que o vampirismo seria associado a um tipo de vírus raríssimo que só se transmite quando um vampiro ataca uma jugular de ser humano. Se é assim há possibilidadade de cura? Um vampiro pode voltar a ser um humano normal?

Acho que já esclareci o equivoco com a jugular? Sei que existe certa fixação no termo, que é um tanto mais erótico morder pescocinhos e que atualmente existe até uma agencia que mata seres inescrupulosos, escreveu o André Vianco no livro turno da Noite, mas vamos nos ater a realidade e com os pés no chão – risadas mentais do autor – nas previsões dos sábios e profetas que geram imagens agora via DVD, há até uma sociedade dominada por vampiros e que o alimento é produzido em larga escala, acho que é o filme Ultra-Violeta, não tenho certeza, sei que não é Predador x Jason e nem Fred Cruger x Alien, ou seria o contrário. Não importa. Enfim…. Não há cura para o mal do vampirismo. Sou prova disso, me mataram, assim quis meu mestre e aqui estou eu de volta respondendo a sua entrevista e resolvendo entretê-lo um pouco. Uma vez que você entra por essa porta, há a escolha do esquecimento, mas se a transformação for bem feita, é eterno como qualquer grande história.

Virus. Não sei. Precisaria estudar um pouco para saber sobre esse tipo de doença. Mas como disse, não vou me submeter às mãos de nenhum estudo e nem dar um pouco do meu sangue para que algum humano imbecil possa se auto transformar. Enfim, quem sabe algum idiota novato possa fazê-lo e veremos por ai novos estudos bem fundamentados com pitadas de realidade que não somos filhos de Caim, não existem demônios, e que tudo não passa de um vírus como o da gripe? Enfim. Eu gosto do meu poder e continuarei assim para eternidade sem me submeter a estudos, até que eu mude de idéia.
- O vampiro mais famoso de todos os tempos é o famigerado Conde Drácula, mas ele não foi o primeiro vampiro. Quem foi então? Seria verdadeira a vertente que diz que o primeiro foi o soldado romano que enfiou a lança em Jesus Cristo quando este agonizava na cruz?

Santíssima trindade! (adoro termos religiosos para exclamações, dão uma conotação um tanto quanto importantes e paradoxais para um ser que é considerado das trevas como eu). Há uma confusão aqui. Segundo o filme Dracula um milhão seiscentos e sessenta e seis (666), desculpe a piada, não me lembro em qual dos filmes Drácula isso acontece, mas é num deles, a culpa era de Judas. Em outros casos já respondi a pergunta lá em cima, no RPG há Caim, e na Anne Rice há o demônio no livro a Rainha dos Condenados. Há também os mitos e lendas que vieram da região Húngara, mas detesto história, principalmente escrever seriamente, e estou cansado, já faz mais de 3 horas que comecei esse relato.

Enfim. O Drácula foi o primeiro pop-star, depois foi Lestat. Depois aquele parceiro da Buffy, o Angel, e agora esse tal de Edward Swan. Aqui no Brasil tivemos o Bento Carneiro, mas todos caem certa hora no esquecimento. Até mesmo eu já tive meus momentos televisivos que sei que alguns dos imortais daqui da lista Tinta Rubra ou de outros locais irão convenientemente lembrar para dar algumas risadas como a frase do Milton Neves, sobre “o gótico que ama o negro e o preto.” Enfim, as fontes de nossa criação são muitas e se perdem mescladas a história e a nossa imaginação. Não quero pensar a respeito de qual é a melhor, uso a que me for conveniente no momento que bem entender. Estou curioso. Quantas páginas terei escrito nestas horas, deixe-me contá-las, antes de ir à ultima pergunta, pois ficarei impressionado se tiver alguém que ler todo este texto que pela minha experiência já daria um livro pelo número de toques. Enfim. Ainda resta uma pergunta e a conclusão e já temos 21 páginas no formato A4 com quase 50 mil toques. Realmente, eu gosto de escrever e falar a meu respeito.

Mas vamos lá. A última pergunta. E não esperem que meu mestre permita-me responder mais ainda sobre isso, é raro ter 4 horas ou mais a disposição para escrever sobre esse tipo de assunto. Abelardo, obrigado pela oportunidade de poder sair do meu esconderijo, não lhe recompensarei matando-o e transformando-o em vampiro, mas saiba que fico grato em poder respirar um pouco esse tipo de aventura sobre um assunto que tanto gosto (eu, eu mesmo e minha vida). Espero que não se chateie com algumas das respostas e com o fato de trazer você para realidade. As pessoas acabam acreditando em cada coisa atualmente que a realidade dos vampiros acaba sendo perdida. É muita imaginação das pessoas. Enfim… ainda não terminamos, então chega de rasgar seda.

-Inimigos naturais de vampiros seriam apenas lobisomens? Ou há mais algum ser noturno que possa se enquadrar na categoria inimigo? E se for apenas lobisomem qual o motivo deles se detestarem.

Engraçada a teoria de que lobisomem seja nossa inimigo natural. Em alguns relatos de outros vampiros antigos eles eram nossos protetores. Nossos vigias diurnos ou se preferir, nossos guarda-costas. Lembro que a rivalidade começou no RPG, depois vi alguma coisa nos documentários como Anjos da Noite, não me lembro se no primeiro ou segundo episódio. Depois de um tempo, virou comum. Até nestas aventuras do Crepúsculo e Lua Nova há uma certa rivalidade. Enfim, há o que chamamos de evolução da espécie mais forte e desculpe a sinceridade, mas você acha realmente que se eu tiver algum inimigo natural vou contar a você? Um humano? Já disse alguém que o “amigo do meu inimigo é meu amigo” e não se esqueça que você não é o que chamaria de amigo, já que posso aparecer amanhã e alimentar-me de você.

Gosto mesmo é da atenção dispensada a minha pessoa, mas até ai, são tantos os que fazem isso que há horas que cansa e realmente prefiro o anonimato. Mas além de atualmente os lobisomens terem se revoltado contra nós nos noticiários, há o inconveniente dos caçadores de vampiros. Eles são piores, e mais articulados. Mas tem uma pequena fragilidade, dê um tom mais cínico a parte do “pequena fragilidade”, eles são humanos. Os pensamentos deles são fáceis de captar, o cheiro e o borra-calças ao nos ver nas nossas piores atitudes. Existem alguns dissimulados que passam a ser nossos amigos e até se submetem como nossos escravos de sangue e quando nos distraímos tentam nos matar, por isso é bom escolher bem.

Mas o pior inimigo da minha raça é a minha própria raça. E o meu pior inimigo, sou eu mesmo. Não consegui vencer-me até hoje. Fragilizo-me em vários momentos graças a idéias idiotas e fracas que faria com que invejosos gargalhassem de satisfação. Mas voltando a sua pergunta, para a história real dos lobisomens, já que tenho visto tantas cenas aterrorizantes para os neófitos como no telejornal dos mutantes e também nas tantas histórias verídicas que tenho comprado, arrisco-me a dizer que procure um especialista no assunto lobisomens. Se eu trombar com algum, matá-lo-ei no mesmo instante, pois prefiro não correr riscos. Entretanto, se não me sentir ameaçado, posso ignorá-lo pois já me serviram no passado e hoje há criados e formas bem mais seguras de sobreviver.

Há, existe também um inimigo de vampiros poderosos como eu, além de mim mesmo. Minhas amantes transformadas. Ah mulheres vingativas, que trabalho elas dão. Falar de uma amante que tive perto de outra fará com que essa imploda-se por dentro e me leve a loucura até eliminá-la do meu convívio. Você é casado, deve saber. Ainda bem que não há sogras de vampiros! Graças a Deus!

É, tá bom, perguntei DEMAIS, mas quem estiver passando por aqui e souber/quiser dar algumas respostas eu agradeço.

Eu que agradeço a oportunidade de me tirar do labirinto perdido do meu mestre. Ele anda tão ocupado que é tão raro liberar-me para ocupar seu tempo ao invés de me enxotar como um qualquer, pena que o amo, mais que a mim mesmo para destrui-lo. Na verdade, destruir meu mestre seria auto-destruição, o que não acontece do sentido contrário. Ele pode me destruir, se bem que pelo esforço que tem feito, anos e anos ignorando-me e ainda há quem fale a meu respeito. Acho impossível que ele realmente consiga.

Mas você está em boas mãos. O pessoal do Tinta Rubra, castelo Rubro que tanto amo, e que tão bons frutos me traz, costuma ser simpático para com os neófitos. Não digo o mesmo de mim. Algumas garotinhas que podem me dar alguma satisfação costumam ter mais atenção desde velho vampiro mau humorado. Recomendo, que dê uma consultada no histórico da vampirevich para textos mais completos. Assim como nos textos, filmes e livros que indiquei durante todas as respostas.

Também já me desculpo por não reler meu texto, comecei a escrevê-lo a algumas horas atrás e sinceramente, não tenho condições de fazê-lo e meu mestre já pede-me para voltar a minha sepultura. Portanto, copulem crianças, copulem. É a vantagem da vida de vocês.

Eu digo adeus, e até um dia, pois hei de voltar mesmo sem a permissão do meu autor.

Bom. Chega.

Cansei de escrever. Acho que deixei o suficiente de texto para todos lerem por um bom tempo. Ficarei impressionado se alguém ler tudo, vou colocar uma cópia disso no meu blog! :P Enfim, por hoje é só pessoal.

Bye

Raul Oliveira
Ex DEUS_NOiTE

2 comentários:

  1. 46 min e 07'sec....27 'Enfins'....
    Enfim.......Pena não o ter conhecido ha alguns anos atraz....

    ResponderExcluir
  2. Juliana. Sim, a gothic antes que vc pergunte.9 de dezembro de 2008 14:54

    Nossa, é looooooooooooooooooooooooooooooooooooooooongo mesmo. Vc escreve bem, adorei as respostas, embora vc leve mto as coisas pelo lado.. err... sexual da coisa. Seu safadjeenho! Hahaha.. bom, vc ainda me deve desculpas e uma resposta, estou no aguardo =P

    Beijinhos.

    ResponderExcluir

Pesquisar neste blog

Postagens populares